Aprendendo a valorizar as idas e vindas


Hiiii peoples, hoje vamos falar sobre as idas e vindas que ocorre com a gente, mas que são tão valiosas, pois é nessas idas e vindas que aprendemos a valorizar quem ainda ficou.

A verdade é que mesmo sabendo que entre nós, seres humanos, é comum o ir e vir de pessoas em nossas vidas, nós nunca estamos tão bem preparados para a partida. Gostamos de achar que as pessoas que amamos estarão sempre conosco, mas no fundo sabemos que hora ou outra teremos que nos despedir. Mas nem sempre o adeus se dá no ultimo suspiro, às vezes é simplesmente numa manhã ensolarada, ou até num dia chuvoso, é quando outra pessoa decide não participar mais de sua vida, incluindo planos, sonhos, e uma vida previamente planejada.

E quantas de nossas amizades que achávamos que levaríamos para o resto da vida, hoje as encontramos na rua e não passam de simples conhecidos, ou até mesmo nem um Olá é dito, simplesmente fingem que não se conhecem mais. E quantos amores em que foram feitas “juras eternas” e no outro dia já não eram tão eternas assim? Mas que possamos tirar um aprendizado de tudo.

Precisamos entender que nem tudo que Deus permite é de Sua Vontade, pois a Vontade dEle é boa perfeita e agradável, e muitas vezes a nossa vontade própria não é boa, nem perfeita e tampouco agradável, mas tudo o que Deus faz é perfeito, mesmo que não seja previamente perfeito aos nossos próprios olhos.

 Entre tantas idas e vindas de minha vida, Deus tem me ensinado a valorizar quem Ele ainda manteve, e por mais que no momento eu não entendesse o afastamento de algumas pessoas, ainda assim Ele me dava a certeza de que Ele estava e está cuidando de tudo, e por mais que como ser humana falha e errante que sou, ainda assim Ele me faz repousar na certeza de que eu não sei de nada, mas que Ele sabe de tudo, pois o que sei é apenas uma gota, mas o que Ele sabe é um oceano inteiro.

A vida de fato não é tão fácil como parece, mas que nós a complicamos não me resta duvida. Quantos de nós falhamos em amar o próximo como a nós mesmos? Quantos de nós já fomos equivocados em algo e isso feriu outra pessoa? Quantos de nós já fomos – ou somos- mesquinhos e prepotentes, pois por vezes dizemos ser o que de fato não somos?

Quanto mais perto de Deus eu fico, mais Ele me faz ver quão distante eu estou de me parecer com Cristo, mas pela Graça Ele me faz ver quão parecida com Ele já estou sendo. Deus, a Verdadeira Vida me tem ensinado que não posso perder tempo com ressentimentos e sentimentos fúteis, Ele me faz ver que há uma Eternidade com Ele que nos espera, mas que preciso abdicar de tudo o que minha própria vontade deseja para desejar aquilo que Ele de fato quer para mim.

Entre tantas idas e vindas, a gente aprende a manter e a guardar como presente de Deus a família e os bons amigos, pois existem pessoas que Ele faz questão de colocar em nossas vidas como um simples lembrete: “Continuo cuidando de você.” E é partir daí, quando entendemos que viver é uma dádiva e que estar vivo é um privilégio, e  passamos a olhar para vida como o que de fato ela é: Um Presente do Criador.

0 comentários:

Postar um comentário

My Instagram